quinta-feira , 23 maio 2019
Capa » Cosméticos » Luxo empático: veja como novos hábitos de consumo impactam varejo de cosméticos
Luxo empático: veja como novos hábitos de consumo impactam varejo de cosméticos
Imagem: Talk Science

Luxo empático: veja como novos hábitos de consumo impactam varejo de cosméticos

Cada vez mais engajados, os hábitos de consumo da geração millennials passa a ligar produtos de luxo com sustentabilidade.  

O comportamento de compra do consumidor moderno mudou e as suas estratégias de venda e desenvolvimento de produtos também devem mudar. As indústrias, entre elas, a de cosméticos, devem estar atentas a esses novos hábitos de consumo da Geração Y para se prepararem e estarem prontas para encarar o mercado.

Segundo o levantamento realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), diante de um cenário econômico desfavorável no país, boa parte das famílias passou a administrar melhor o orçamento e controlar gastos, inclusive, com produtos direcionados a higiene e beleza.

Dessa forma, pessoas que têm, hoje, entre 18 e 38 anos entram nesse quadro e passam a ligar produtos de luxo com sustentabilidade, criando um movimento destacado pela Beauty Streams, referência global da indústria da beleza, como “Luxo empático”. Entre suas ações, fornecem previsões de cores, conceitos de inovação de produtos, insights do consumidor, estratégia de marca, tendências de curto e longo prazo, até relatórios do setor.

Tratando especificamente sobre o mercado de cosméticos e tendências de consumo, Fernanda Pigatto, Diretora Internacional de Marketing da BS, analisa tendências regionais e como elas se relacionam com os mercados globais. Sua especialização pode ajudar investidores que estejam atentos a essas mudanças comportamentais do consumidor.

Ela traz em seu repertório o conceito de que a nova geração está cada vez mais deixando de lado o padrão “ostentação”, antes aclamado pela sociedade, ao optarem por produtos com custo-benefício que agradam e tem durabilidade maior do que poderiam imaginar. Nessa ocasião, ela sinaliza hábitos de consumo diferentes com a nova “Era da Bondade” e propõe mais atenção das marcas, que precisarão levar o tema em consideração em sua comunicação, cores, materiais e texturas de seus lançamentos.

O que é Luxo empático?

A executiva explica que, atualmente, na mente das pessoas comuns, o luxo é amplamente associado a carros velozes, bolsas sofisticadas, visitas suntuosas a Hotéis Spa que custarão o equivalente a um mês de aluguel em um bairro de classe média e a outros prazeres que apenas o dinheiro pode comprar, porém a Geração Y está mudando esse conceito e os hábitos de consumo para outro nível.

“O luxo embarcou em mais uma transformação em busca de um significado mais profundo, já que os consumidores estão cada vez mais procurando um valor agregado aos prazeres que recebem – e pagam. Sim, eles ainda se envolvem, mas, à medida que o fazem, demonstram interesse pelo sofrimento de outras pessoas, bem como pelo meio ambiente, e esperam que as marcas andem a milha extra com eles. Chame isso de “luxo empático””, fala Fernanda.

Uma nova geração de compradores de luxo

Neste contexto e com foco no melhor entendimento sobre os novos hábitos de consumo, Fernanda comenta que a virada para a empatia se deve em grande parte ao surgimento de uma nova geração de compradores de luxo feitos de millennials. “Juntamente com a Geração Z, essas pessoas atualmente com 18 a 38 anos respondem por cerca de 30% dos consumidores de luxo. Em 2025, sua participação crescerá para 45% do mercado”, explica Fernanda.

O comportamento dos millennials está inteiramente ligado à sua experiência com o produto. Diferentemente das outras gerações, eles são mais críticos e exigentes, principalmente no curto prazo. No entanto, Fernanda ressalta que as marcas precisarão levar isso em consideração em sua comunicação, cores, materiais e texturas ao promover um produto com foco neles.

Como atingir compradores millennials

A Beauty Streams adianta orientações que podem ajudar quem está atento às mudanças de mercado e para repaginar o lançamento de novos produtos e embalagens cosméticas. São elas:

  • Opte por embalagens sustentáveis, incentive o upcycling;
  • Como uma marca premium, assuma uma posição em uma causa social ou ideal político;
  • Ofereça aos consumidores uma experiência divertida e interativa, por exemplo através de um aplicativo;
  • Faça parte da crescente demanda global por produtos mais limpos e transparentes;
  • Use a origem dos ingredientes e a causa que eles apoiam como parte de sua narrativa;
  • Integre as histórias de seus artesãos locais em seu marketing para adicionar um nível emocional às suas linhas de produtos;
  • Pratique o varejo de luxo filantrópico, vinculando linhas de luxo a causas filantrópicas concretas;
  • Use ingredientes premium da fonte através de canais de comércio justo;
  • Tenha uma equipe com especialistas em seus respectivos campos.

Gostou das dicas? A Fernanda Pigatto, da Beauty Streams, estará no encontro Talk SCIENCE para falar ainda mais sobre o tema e explorar novas tendências para os próximos anos. A ideia é trocar experiências sobre como a empatia e a tecnologia podem coexistir para criar uma estética inovadora e ao mesmo tempo calorosa. O encontro acontece dentro da FCE Cosmetique, maior exposição de tecnologia e matéria-prima para a indústria cosmética.

Fonte: Talk Science

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*