sexta-feira , 26 fevereiro 2021
Capa » HPPC » Balança comercial do setor de HPPC registra superávit de US$ 23,4 milhões em 2020, após uma década deficitária

Balança comercial do setor de HPPC registra superávit de US$ 23,4 milhões em 2020, após uma década deficitária

Sabonetes, produtos para cabelos e desodorantes foram os itens mais exportados no período, dado que reforça o potencial da brasilidade nos negócios

Mesmo diante de uma conjuntura econômica desfavorável em 2020 e de inúmeros desafios decorrentes da COVID-19, a balança comercial do setor brasileiro de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos registrou superávit de US$ 23.4 milhões em 2020, revertendo o valor deficitário registrado em 2019, de US$ – 105.9 milhões. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Economia.

De acordo com a ABIHPEC – Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos, o saldo positivo da balança comercial – após 10 anos com déficit – é resultado de um volume de US$ 609,3 milhões em exportações, um aumento de 1,9% em relação ao ano anterior. Os destinos somaram 174 países.

Diante da alta do dólar e da pandemia afetando as importações – em maior escala que as exportações -, o setor de HPPC importou US$ 585.9 milhões no acumulado de 2020, registrando uma queda de 16,8% na comparação com 2019.

No entanto, os números da última década apontam que o setor segue importando uma série de produtos o que demonstra que o resultado superavitário da Balança Comercial setorial de 2020, não é exatamente uma tendência que venha a se confirmar para os próximos anos, existindo ainda um conjunto de oportunidades para a produção nacional e o abastecimento da população, com itens produzidos localmente.

Tal constatação sobre o potencial de desenvolvimento e fomento à produção nacional, certamente demanda atenção e medidas para a superação de entraves e gargalos relacionados ao Custo Brasil, para que investimentos possam então tornar-se economicamente viáveis no país, resultando em ampliação da geração de empregos, desenvolvimento de fornecedores, e o maior acesso da população a esses produtos.

Assim, em plena semana em que se celebra o Dia do Comércio Exterior (28 de janeiro), faz-se necessário dar luz à necessidade existente no Brasil, de fomento à indústria nacional que certamente, com esforços conjuntos do setor produtivo e o apoio de políticas públicas, pode fazer do Brasil um exportador de produtos de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos de relevância internacional mais expressiva, revertendo os resultados deficitários dos últimos 10 anos da balança comercial do setor, em definitivo.

Exemplo bem-sucedido desse potencial, está em iniciativa de internacionalização do setor de HPPC, que a ABIHPEC desenvolve há mais de 20 anos, por meio do projeto setorial Beautycare Brazil, realizado em parceria com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos). O projeto objetiva justamente promover a competitividade da indústria nacional de HPPC e seus correlatos ao redor do mundo.

Em 2020, mesmo diante dos inúmeros desafios da economia global, as empresas apoiadas pelo projeto desempenharam resultados extremamente positivos, com um total de US$ 154,3 milhões em exportações, um crescimento de 26% em comparação ao ano anterior.

“Em tempos tão difíceis, um dos desafios da ABIHPEC em 2020 foi a busca contínua por ações de facilitação de comércio internacional a fim de tornar o produto nacional mais competitivo no mercado internacional. Iniciativas como essa proporcionaram a continuidade da promoção dos produtos brasileiros no mercado global além de reforçar a relevância da indústria aqui instalada e aqui gerando divisas e efeitos positivos na sociedade. No entanto, existe espaço para o fomento de maior produção nacional de itens que ainda são importados em grandes volumes e para destravar tal potencial, urge a criação de políticas de desenvolvimento e fomento da indústria brasileira”, afirma João Carlos Basilio, presidente-executivo da ABIHPEC.

Dezembro superavitário

 Em dezembro de 2020, o saldo da Balança Comercial do setor de HPPC apresentou superávit de US$ 10.0 milhões, ampliando o saldo apurado em dezembro de 2019, que estava superavitário em US$ 6.3 milhões. Neste mesmo período, as exportações somaram US$ 54.6 milhões, apresentando uma alta de 4,7% em relação ao mesmo mês do ano anterior. Já as importações totalizaram US$ 44.6 milhões, registando uma queda 2,6% na comparação com o mesmo mês de 2019.

Como nos meses anteriores, sabonetes, produtos para cabelos e desodorantes foram os itens mais exportados em dezembro de 2020, com totais de US$12,8 milhões, US$9.7 milhões e US$ 6,5 milhões, respectivamente, na comparação com o mesmo período de 2019. Argentina, México, Chile, Colômbia e Paraguai estão entre os principais países de destino das exportações brasileiras de HPPC.

Já entre os itens mais importados, as principais categorias foram:   cremes para pele, protetores solares e bronzeadores (US$ 8.5 milhões); produtos de higiene oral (US$ 7.9 milhões) e fragrâncias (US$3.8 milhões).

Cadastre-se para receber as matérias também via WhatsApp

Portais de Notícias 2A+

Conteúdos exclusivos, matérias, entrevistas, artigos, eventos e muito mais todo dia, a qualquer momento, para fazer de você o seguidor melhor informado.

Jornalismo feito por Jornalistas.

Integramos os elos entre a indústria, os fornecedores, o varejo e o consumidor. A Qualidade que seleciona seguidores de Qualidade.

Os fornecedores que prestigiamos são os nossos anunciantes.

Faça network com o mercado, não disperse tempo e dinheiro, anuncie conosco. Quem tem poder de decisão está nos Portais 2A+. 

The best way to access the Brazilian life sciences industry market.

 

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*